segunda-feira, 1 de abril de 2013



Quero mais, mais, mais
Por sua boca, abduzido
Embriagado por seu desejo
Meu desejo nos teus lábios
Meus lábios nos seus beijos
Perco todos os sentidos
Com os sentidos à flor da pele
Pelos poros pêlos eriçados
Suas coxas nos meus olhos perdidos
Imã que me arrasta a calipígia
Mordo sua bunda deitas e deliras
Violinos, cítaras, liras
Conchas do mar no meu ouvido
Línguas, serpentes de fogo
Me afogo nos seus lábios vaginais
Que nunca acabe esse jogo
Eu quero muito, eu quero mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário