segunda-feira, 1 de abril de 2013






Ao beijar o teu corpo 
Por inteiro,
Hás de ficar tremendo, 
De tanta libido,
Provarás do meu amor 
Que é verdadeiro,
Amor de coração...
Amor agradecido
Amor de ternura...
Amor de carinho...
Amor e sensação.

Nesse momento exalas 
Um raro perfume,
Quando nossos corpos 
Se misturam, 
Se enroscam,
Se desbundem, 
Se enlaçam,
Se esfregam, 
É nesse instante
Que nossos pensamentos 
Se confundem...

Pois, aí nesse momento, 
Começa-se a ouvir, 
Os teus sussurros,
E começo a ver,
Todo o teu refletir, 
Todo teu calor,
As tuas palavras desconexas,
Relativas ao amor...

Teu corpo amado 
Teu corpo ardente 
Molhado, beijado e suado,
Bem junto ao meu 
Ficamos nos acariciando, 
Quentinhos, entrelaçados 
Pelas nossas pernas... 
Eu te ouvindo... e tu me ouvindo...
E então, deitados adormecemos,
Depois desse ato sublime 
De amor... de seres apaixonados!

Nenhum comentário:

Postar um comentário