domingo, 24 de março de 2013

Paixão é amor e desejo incontido
É atração e se entregar com doçura
Deixando aflorar o libido

Amar é entrelaçar corpo a corpo
É se entregar sem pudor
Porque amar é também fazer amor

Amar é sentir o beijo fulgente
Levando a pessoa amada
A não ficar indiferente

Fazer amor é ter paixão
Entregar- se com ternura
Unindo corpos com desejo e sedução

Fazer amor é poder sentir o toque desejado
O respirar ofegante e satisfeito do outro
E saber onde e como deseja ser tocado

Fazer amor é levar o outro ao prazer
Sentir orgasmos múltiplos e planar
Porque fazer amor é totalmente se envolver.

Amor
É entregar sem pudor
É intensamente amar

sábado, 23 de março de 2013




A FORÇA DO OLHAR 
O olhar feminino.
A força hipnótica 
que transforma, 
fecunda o homem
para nele
ressurgir o menino.
Dádiva encantada
num corpo abençoado.
Pacífico riacho
ou turbilhão
de ondas marítimas.
Posseiro das ilusões
e dos sonhos.
Promessa de tesouro,
mistério que a tudo oculta.
Tem o poder
de domar a força,
que torna vulnerável
o escudo do ser masculino.
Atraindo aquele
que se sente acuado.
Presa e predador.
Quando se percebe,
já é tarde demais para fugir,
falta vontade, falta estímulo.
Melhor acomodar-se,
concluir que a força
se curva à beleza,
desprezando a própria sensação
de fraqueza.
Entregando-se com a felicidade
dos inocentes, com a candura
dos anjos aos encantos fémini. 


Palavras soltas ao vento, o vento leva...
Não vou dizer que EU TE AMO, pois palavras se perdem no vento...
Vou dizer que, para o que você precisar, eu estarei sempre aqui, como sua amiga, sua companheira, para te apoiar e te ajudar, sempre e a qualquer momento!
Que, com o carinho, amor, confiança e respeito que deposito em você, me sinto a mulher mais plena de todo esse imenso mundo!
Que, em todo dia que passa, você é a primeira pessoa que penso quando acordo, e a última que penso quando vou dormir!
Que, sonho com você todas as noites, mas a maior felicidade, é quando vejo que nem tudo é sonho, pois tenho você ao meu lado, na minha defesa , me ensinando, me criticando, quando preciso, e me fazendo ser, o que hoje sou!
Que, ao seu lado, me sinto real, pois você é o meu porto seguro e nada é capaz de destruir esse abrigo que só você me faz sentir, com o seu abraço...
Que, cada minuto, ao seu lado, é mágico, e que longe de você, eu me sinto vazia!
Enfim, isso são só palavras que traduzem o que eu sinto por você!
Mas.... palavras soltas ao vento, o vento leva.....


Beijar é sempre bom. 
Levanta o astral. Rejuvenesce.
Embriaga.
Faz sonhar, faz suar, levando-nos ao delírio. 
Dá taquicardia. 
A boca sente os desejos da alma, os mais secretos.
Quando dois lábios se unem, a intimidade é revelada.
Segredos são compartilhados.
É o início de um incêndio que, posteriormente, percorre o corpo todo.
Não há nada mais sublime que o beijo.

Beijar é apenas o começo.
E também, a despedida.
É a cumplicidade de todos os momentos.
É a entrega. Entrega plena e mágica, com o poder de acordar a bela adormecida.
Com o poder de acalmar os ânimos em uma briga.
Sente-se, no ato de beijar, o calor dos lábios, o sabor do outro, o desejo pelo outro.

Se não há vontade de beijar, não há tesão.
Se o beijo for ruim, então, pode esquecer, não dá vontade de continuar, não dá vontade de beijar de novo.
É engraçado, o beijo é um ato extremamente simples e, ao mesmo tempo, bastante complexo.
É como uma assinatura. Beijo bom fica na memória.
Beijo muito bom marca a pessoa por uma vida.
E não se engane, beijo ruim também.
Portanto, minha amiga, beije, beije muito e vá treinando.
Na verdade, não sei se realmente é válido o treinamento, há coisas que já nascem com a gente.
Claro que tudo nessa vida dá para ser aprimorado.
Portanto, o treino ainda não está descartado.

Beijo envolve contato, olhares, uma relação corpo-a-corpo.
Com todo o respeito, mas Bill Gates ainda não inventou beijo “internético”.
Ainda bem, pois algumas coisas precisam manter a tradição.
Além do mais, já foi comprovado: beijos, abraços e carinhos são ótimas atividades para a saúde do coração.
Beijo virtual é só pra ficar na vontade.
Beijo de verdade tem que ser macio, molhado, demorado, aí sim, faz aquele estrago.

O beijo tem o poder de seduzir, amolecer as pernas, causando desde arrepios a devaneios psíquicos.
Ao beijar, perde-se a noção de tempo, espaço e lugar.
O ato de beijar é o causador de distúrbios e alterações comportamentais.
Não há nada mais lindo que a união de dois lábios, transportando física e mentalmente duas pessoas em uma só.
Mas, cuidado, beijo também vicia. (Ah… bom se todos os vícios do ser humano fossem igual a esse).

No final das contas, não importa se o beijo for fraterno, com más intenções, somente por provocação ou insinuação, por amor, pra toda vida, ou ainda se for só por sacanagem, só por uma noite.
Não importa se o beijo for no nariz, na boca, na bochecha, no pescoço, na mão, no tornozelo, na orelha, na coxa, no umbigo, na virilha ou em qualquer outro lugar que sua imaginação e criatividade te conduza.
Não importa se for beijo de língua, selinho ou mordidinhas de prazer.
O importante é beijar e desfrutar intensamente.
Quanto poder tem o beijo.
Que delícia é beijar.



Transforme tudo o que eu conheço.
Tome a minha boca com paixão, 
Mostre seu desejo o teu tesão
Entregue-me mais do que o seu coração.
Num beijo, prove o pecado e a redenção.
O paraíso ao alcance dos nossos dedos,
No livre bailar do toque de nossas mãos.
Almas que se procuram sem nãos
Sonhos que se encontram, misturam-se
Corpos que se entrelaçam vorazes...
Querer que alimenta e devora,
Palavras que provocam, sedução
Intensidade de quem adora...
Amor que não tem hora, perdição.

Alejandro Sanz - Não Me Compares ft. Ivete Sangalo



Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio ou seta de cravos que propagam o fogo: amo-te como se amam certas coisas obscuras, secretamente, entre a sombra e a alma. Amo-te como a planta que não floriu e tem dentro de si, escondida, a luz das flores e, graças ao teu amor, vive obscuro em meu corpo o denso aroma que subiu da terra. Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde, amo-te diretamente sem problemas nem orgulho: amo-te assim porque não sei amar de outra maneira, a não ser deste modo em que nem eu sou nem tu és, tão perto que a tua mão no meu peito é minha, tão perto que os teus olhos se fecham com meu sono.


Um olhar
Um sorriso
Um tocar
Um suave roçar nos lábios
Corpos se aproximam
Braços enlaçam
Calor dos corpos se misturam
Lábios se comprimem
Corpos se fundem
Respiração ofegante
Bocas se consomem
Bocas procuram pele
Mãos insaciáveis buscam
Trocam posições
Mãos, pés, nádegas, coxas, seio, peito
Bocas mapeam, procuram prazer
Sul e Norte se encontram
Odor do prazer
Busca sem fim do prazer
Penetração
Ritmo
União, pensamento, emoção
Corpos, prazer, desejo
Consumação, gozar... 
Tão surpreendente é o amor,
Aparece sempre sem avisar,
Muito insinuante e sedutor,
Depressa começa a enfeitiçar.
Encantador e também invasor,
Nem pede licença para entrar,
Começa a penetrar sem pudor,
Deseja o coração arrebatar.
E quando domina o interior,
Não é mais possível disfarçar,
O brilho do olhar é revelador,
O melhor agora é se entregar.


Meu corpo dança
Comprime-se
acata
Busca
Envolve-se
Transborda teu corpo
Tua força, magia e sedução


Sou o teu mistério
Teu segredo
Sou o teu Eu que se encontra no Amor
Resume-se e se define!


Dentro de ti minhas verdades são inteiras
E tu és minha mudez de palavras e gestos,
Meu amor, paixão e ilusão.
Junto a ti desvairo meu fascínio, frenesi
E todo o gosto de minha sedução!